A realidade é tão real quanto observar um fractal por um caleidoscópio.

Mídia

Chaves do Inferno

Ademir Luiz Especial para o Jornal Opção

Sartre escreveu em sua famosa peça “Entre Quatro Paredes”, de 1945, que “o inferno são os outros”. Não existe uma definição universalmente aceita sobre o conceito de in­ferno na tradição teológica oci­dental. Segundo o historiador Jean Delumeau, no livro “Entrevistas Sobre o Fim dos Tempos”, o catolicismo tradicional, apoiando-se em Santo Agostinho, apregoava a “existência de um lugar de sofrimento eterno para aqueles que tiverem praticado um mal considerável nessa vida e dele jamais se tenha arrependido”. Essa noção, um tanto incongruente com a imagem de um Deus misericordioso, não prosperou fora do imaginário po­pular, sendo substituída pela so­lução do Purgatório, desenvolvida no século II, sobretudo, por Orígenas. Nin­guém mais estaria condenado para sempre, embora, excetuando-se os santos, todos tivessem que passar por um período variável de purificação, com a garantia da salvação ao final. Santo Irineu discordava. Para ele, “os pecadores confirmados, obstinados, se apartaram de Deus, também se apartaram da vida”. Portanto, após o julgamento final, os condenados seriam simplesmente apagados da existência. (mais…)


Belíssimo vídeo sobre os Chakras

Olá, jovens aprendizes padawan. Como alguns devem saber, nosso veículo de existência é composto de várias “camadas” como uma cebola. Essas camadas são chamados de corpos. Farei um post falando sobre isso mais tarde. Por enquando fique com os nomes deles: Corpo físico ou Denso, Corpo Vital ou Matriz Vital, Corpo de Desejos ou Astral e Mente ou Corpo Mental. Para que possamos trabalhar corretamente e viver em cada mundo, é necessário um destes veículos. Mas não se preocupem… Por sermos os mais avançados animais e ao mesmo tempo, o primeiro degrau da escada para Deus, temos todos eles. Mas o que todo mundo tem muita (não completa) afinidade é com o mais rude (não rudimentar) deles: o corpo denso. Ele e o corpo de desejos estão ligados através de um sutil conector que é o corpo vital. Para que esta conexão seja perfeita é preciso que tenha um fluxo de energia vital em perfeitas condições. Mas para isso, precisamos limpar o canal por onde esta energia flui (o Shushuma). Como tudo é dual, o fluxo de prana (energia vital), também o é. Id e Pingala são as duas nadis por onde esta energia, primariamente é especiada do universo. Id e Pingala são canais que fisicamente estão em nossas narinas. Fisicamente. Não realmente estão lá, mas sua representação física. Ou seja, é através da respiração consciente que limpamos este canal. Os chakras são os centros de energia por onde este fluxo é concentrado em certas partes do corpo. Não existem apenas estes sete, mas muitos. Estes sete são apenas os mais importantes para o fluxo de prana e libertação da consciência. Acredite, tem chakra pra tudo no corpo… (mais…)


Promethea, se ela não existisse teríamos que inventá-la

Texto do Carlos Eduardo Couto – @EduMadhatter

Promethea e uma das criações de Alan Moore com desenhos de J.H. Williams III e Mick Gray , entre  Agosto de 1999 a Abril de 2005
contando com 32 Volumes, vencedora de diversos prêmios Eisner (Oscar dos
quadrinhos) e Harvey.

 

Sinopse:

 

Em uma Nova York contemporânea, mas com toques futuristas, a jovem Sophie Bangs estuda o mito de Promethea para um trabalho de faculdade. A personagem, segundo a própria
Sophie, apareceu em poemas do século XVIII, em tiras de jornal, revistas
alternativas e HQs. Disposta a concluir sua pesquisa, Sophie decide entrevistar
a viúva do último roteirista dos quadrinhos de Promethea. O que ela não sabe é
que, além de musa inspiradora do finado marido, a viúva é a última encarnação
do mito na Terra.

 

No entanto, ao se interessar por Promethea, alguém com incríveis poderes e muitos inimigos, Sophie acaba se tornando a nova versão da heroína, uma espécie de deusa.
Bastando para isto apenas a força do pensamento, da imaginação. O que é real e
o que é fantasia? Aturdida pela dúvida, Sophie antes de mais nada tem que
aprender a lidar com suas novas habilidades. E, para isso, ela precisa ir até o
mundo de Imatéria, o fabuloso mundo da imaginação, onde Sophie encontrará seres
fantásticos e encarnações anteriores de Promethea. Versões estas que ensinarão
à jovem tudo que ela precisa para saber para ser a heroína.

 

O que veremos na historia? (mais…)


II Simpósio Brasileiro de Hermetismo e Ciências Ocultas

O II Simpósio Brasileiro de Hermetismo e Ciências Ocultas, que será realizado nos dias 23, 24 e 25 de junho de 2011, tem por objetivo trazer estudos mais aprofundados à Ciência Hermética. Com apoio da Associação Educacional Sirius-Gaia e do Projeto Mayhem, o evento tem como tema geral a discussão sobre as práticas ocultistas.

(mais…)


Donald no País da Matemágica.

Olá padawans. Já prestaram atenção que quando alguém assiste algum desenho do Pato Donald já pensa: “ele vai se ferrar”? Bom, este não é o caso. Donald no País da Matemágica é um curta de 27 minutos onde o Pato Donald segue em uma viagem interessantíssima num mundo fantástico repleto de correlações matemáticas, científicas, mágicas e ocultas. O desenho foi indicado ao Oscar como melhor curta documentário, pois é até hoje, considerado o melhor desenho educativo feito pela Disney.

Donald aprende que a matemática é muito divertida e interessante. Pois a música, geometria, arquitetura e até o universo são regidos por ela. Se você é um professor de matemática que vê este post, tenha certeza que pode mostrar ao seu aluno sem erro. Eu confesso que não gostava de matemática e ficava triste por não ter interesse pra aprender a Geometria Sagrada. Mas este filme mudou tudo. São só 27 minutos. Se você não consegue ter 27 minutos da sua vida pra prestar atenção num vídeo “infantil”, então desista do esoterismo meu chapa. Mas se você é dos meus, aí vai o filme em três partes. Enjoy! (mais…)