A realidade é tão real quanto observar um fractal por um caleidoscópio.

Arquivo para junho, 2011

Links Mayhem 4

O Projeto Mayhem foi criado em Março de 2010 como centro de debates e discussões sobre temas Ocultistas e Herméticos. Agora, toda semana, os participantes do projeto divulgam os links mais interessantes para artigos nos blogs de outros participantes:

Teoria da Conspiração – Diferença entre Religião e Espiritualidade

Paradigma Divino – O Aprendizado e o Mestre

Hermetic Rose – Hermes e o Caibalion

<!– – Textos para Reflexão – Tempo Oculto
–>
Artigo 19 – Hochma

Não está sendo fácil – A Psicomagia de Alejandro Jodorowsky

Jedi Teraphim – A Metáfora, por Joseph Campbell

O Véu de Maia

O Alvorecer – A Simbologia de um Eclipse

Autoconhecimento, Tecnologia e Liberdade – Geração Coca-Cola

Idéia Biruta – Algo Ama

Universo Paralelo – Projeto Medita Som

Tudo sobre Magia e Ocultismo – Informações sobre a Arruda

Eu tô pensando – Reino dos Céus: Onde está?

Labirinto da Mente – Donald: Matemática e Música

Legio Mundi – As Sereias e os mares de Netuno

***

Veja também os colunistas no Portal Teoria da Conspiração:

 











Marcadores: ,

Anúncios

A Corrupção Moderna da Magia

@”L”: Pessoal, esse texto é enorme. Mas eu decidi colocá-lo aqui no JT por um simples motivo.  Se eu quiser começar a postar algo sobre magia e Kabbalah vocês terão que saber um pouco sobre o “cenário mágico” atual. E sobre o por que de não correr atrás e ter paciência na busca da Evolução. Eu decidi manter o comentário do Marcelo Del Debbio de Teoria da Conspiração pois é bastante elucidativo também. Este texto foi publicado no Bardonista. E é de autoria do Frater “Prophecy”.  Eu sei que ler no computador é muito chato. Mas tenham paciência. E se não conseguirem ler o texto todo de uma vez só, procurem lê-lo em partes. E continuar de onde parou. Boa leitura!

“Após as celebrações de Solstícios e Equinócios, voltamos à nossa programação normal. Hoje eu selecionei um texto que ajuda a entender como está a situação nas Escolas iniciáticas.
Ao longo destes 20 anos estudando ocultismo, mitologias e ritualística, presenciei praticamente os mesmos problemas que o “Prophecy” (autor do texto original) menciona neste post. Atualmente, graças à internet, tenho visto tomos e mais tomos de magias disponíveis em pdf, os “segredos” das Ordens Iniciáticas “revelados” por ai, e cada vez mais gente estudando cada vez menos, mas sem capacidade para realizar os rituais mais simples, como o Ritual Menor do Pentagrama ou um banimento.
Magia é como uma Arte Marcial, Ciclismo ou Natação: você pode ler todos os livros do mundo a respeito, mas nunca será um praticante, a não ser que tenha a parte “prática”.
Em um mundo bipolarizado pelos religiosos fanáticos e pelos ateus-materialistas fanáticos, onde está o espaço para a Magia verdadeira?” Marcelo Del Debbio. (mais…)


Entrada triunfal de Jesus em Jerusalém; Mateus 21. 1-17

Ao se aproximar de Jerusalém, Jesus enviou dois discípulos, solicitando-os a trazer um casal de jumentinhos. Esotericamente, esses dois discípulos de Cristo representam faculdades que foram desenvolvidas pelo aspirante e que são instrumentos adequados para levantar o fogo espinhal de Netuno da base da coluna, trazendo-o até o plexo solar, onde o Cristo Interno o utiliza para ascender ao longo da coluna até a cabeça, representada por Jerusalém. Os jumentinhos simbolizam a força criadora, dual em sua natureza, podendo ser usada para fins de natureza animal e também para o desenvolvimento espiritual. Na cabeça, conforme nos descreve o CONCEITO ROSACRUZ DO COSMO, essa força fará vibrar a glândula pineal e o corpo pituitário. Quando isso acontece, a consciência superior se rejubila, pois é um momento de grande júbilo para o neófito, já que desse passo resultam as clarividências. No texto bíblico, esse júbilo é representado pela multidão que estende suas vestes no caminho e corta ramos de árvores espalhando-os pela entrada. A seguir, cantam hosanas ao Filho de Davi. (mais…)


A Metáfora, por Joseph Campbell (E algumas explicações)

@ST: Pessoal, eu sei que vocês estão vendo que estou super sem tempo. E eu peço mil desculpas por não estar postando muita coisa. Tô com um montão de problemas na universidade. De qualquer forma, quando esse caos terminar eu prometo que posto algo legal. Eu sei que parece forçar a barra, mas postem comentários. Assim eu saberei o que vocês querem ver aqui e se realmente estão gostando de algo. Estou com uma série de posts em mente. Sobre diversos assuntos. Mas já posso ir prometendo que vou ajudar quem não sabe muito ainda com uma série sobre Magia e outra sobre Kabbalah. Já enchi muito o saco de vocês, então aí o post. ^^

Joseph Campbell é foda! É meu autor favorito, cuja leitura considero obrigatória para qualquer pessoa que deseje ter um mínimo de conhecimentos sérios sobre ritualística e simbologia. E, sem estas duas ferramentas, é simplesmente impossível tornar-se um ocultista sério.

Deixe-me começar, explicando a historia de meu impulso para colocar a metáfora no centro de nossa exploração da espiritualidade ocidental.
Quando o primeiro volume do meu Historical Atlas of World Mythology:
The Way of Animal Powers foi publicado, os editores me enviaram numa turnê publicitária. É o pior tipo de turnê possível porque você tem de se encontrar, sem a menor vontade, com locutores de rádio e repórteres, eles próprios indispostos a ler o livro sobre o qual devem conversar com o entrevistado, para gerar visibilidade.

A primeira pergunta que me faziam era sempre:

“O que é um mito?”

É um bom começo para uma conversa inteligente. (mais…)


Links Mayhem desta semana.

Teoria da Conspiração – A Crença do Espiritualista

Labirinto da Mente – Projeção Astral com Wagner Borges

Tudo sobre Magia e Ocultismo – Tjukurrtjana: Tempo de Sonhar

Eu tô pensando – Dia dos Namorados: Lupercalia

Paradigma Divino – O Fluxo de Energia e o Caminho do Adepto

Textos para Reflexão – Reflexões sobre o Tempo (Parte 3)

Autoconhecimento, Tecnologia e Liberdade – O Poeta é um Fingidor

Hermetic Rose – Ritual

Idéia Biruta – Algo Vazio

Jedi Teraphim – Origens do Martinismo

O Alvorecer – A Greve dos Signos

Artigo 19 – Binah

Não está sendo fácil – A Experiência Plutoniana do Sefirat ha Omer

Universo Paralelo – Escolha, Caminho, Destino

Zzurto

O Véu de Maia


Origens do Martinismo

A tradição do Martinismo pode ter sua origem à Martinez de Pasqualy .
O Martinismo moderno está disseminado em todo o mundo através destas três ramificações principais:

A ordem que está a mais próxima a Pasqualy é a Ordem dos Chevaliers Elus Cohens de l`Universe com 5 graus.
A ordem mais próxima a Willermoz é Os Cavaleiros Benfeitores da Cidade Santa, um rito maçônico antigo que foi reorganizado por ele em 1778.
E há então as Ordens próximas a Papus baseadas no trabalho de Saint Martin, e que foram nomeadas como A Ordem dos Filósofos Desconhecidos (Silencieux Inconnus de Ordre), mas que é mais conhecida como Ordem Martinista ( L`Ordre Martinisme).
Certamente os Elus-Cohen os Cavaleiros Benfeitores têm a relação mais forte com a maçonaria. (mais…)


Links Mayhem desta semana

Teoria da Conspiração – Palestrantes do II Simpósio de Hermetismo

Artigo 19 – Malkuth

Jedi Teraphim – O Altar

O Alvorecer – Muitos caminhos para o mesmo topo

Tudo sobre Magia e Ocultismo – Entrevista sobre Reiki

Eu tô pensando – Não adie seu encontro com a espiritualidade

Textos para Reflexão – Reflexões sobre o Tempo (Parte 2)

Autoconhecimento, Tecnologia e Liberdade – Chomsky e as 10 estratégias de manipulação midiática

Idéia Biruta – Algo existe?

Paradigma Divino – Eu quero acreditar

Labirinto da Mente – Doação X Percepção

Hermetic Rose – O sentido e o sentir

Não está sendo fácil – With the Lights Out

Zzurto

O Véu de Maia